Skip to content

ESPADA-DE-SÃO-JORGE

Se você procura pra uma espécie que não dê muito trabalho pra cuidar, uma dica é a espada-de-são-jorge. As folhas rajadas desta espécie entraram nos jardins brasileiros pelas mãos de Burle Marx. Africana de origem, a espada-de-são-jorge foi adotada primeiro pelos modernistas, mas hoje cabe em qualquer estilo e lugar. É a flexibilidade em forma de planta. Ela é muito resistente e excelente para jardins de baixa manutenção. Um porém é que seu crescimento é um pouco lento.

Suas folhas são muito ornamentais e podem se apresentar de coloração verde acinzentada e variegadas, com margens de coloração branco-amareladas, todas com estriações de um tonalidade mais escura. As flores brancas não tem importância ornamental. É uma planta de utilização bastante tradicional. Além do seu uso ornamental, as espadas-de-são-jorge são também conhecidas como plantas de proteção contra o mau-olhado, devendo ser colocadas próximo à entrada das casas.

Devem ser cultivadas à pleno sol ou meia-sombra, em vasos ou em maciços e bordaduras. Resiste tanto à estiagem, como ao frio e ao calor, além de ser pouco exigente quanto à fertilidade do solo.

Nome Científico: Sansevieria trifasciata / Origem: África

0,,21520504,00

02-um-jardim-feito-com-plantas-resistentes-e-pouca-manutencao

14-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol

900x900-ambiente-32-espada-de-sao-jorge-c-pote-105cm

657109-Como-plantar-espada-de-são-jorge

cj655pe_206_1

espada-de-sao-jorge-002

flor6

jardim-em-vasos_f_0202

Slide13

Published inDecoraçãoDesignPaisagismo

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *